Leia, Pense e ... Seja bem-vindo!!!


segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Na Chapada


Tentei escrever esta postagem escutando música. Não consegui ...

Tava escutando algo inovador . E em questão de música não se fica indiferente : ou é tão boa,
que se curte ao máximo , ou tão ruim que ... 
ah, deixa pra lá.

Ontem assisti ao documentário sobre a Tropicália, aquele movimento dos anos 60, do Gil, Caetano, etc. . E este movimento primava pela experimentação, do não preconceito à forma ou estética. Vale tudo, desde que bem arranjado. Vale tudo , desde que não seja imitação. Toda imitação já nasce ruim. Acho que me vi meio tropicalista ...

Tropicalismo, Gil, Caetano, Mutantes, Festivais ... !

Invejava os véio que falavam dos antigos festivais de MPB . O meu festival foi o de 1985 ( cada um tem o festival que a idade permite) ! Torci pelo Condor que voava aos gritos de Osvaldo Montenegro. 

Osvaldo, que cantava Condor , que não era cantado por Tetê Espíndola , que não imitava ninguém. 

Tetê vence com Escrito nas Estrelas. Aquilo era diferente, experimental, tropicalista (literalmente) , genial.

De tão bom , começou a ser ridicularizado. Toda genialidade passa por isso ! Para se opor aos poucos geniais , um mundo de bestiais. Natural.

Escrito nas Estrelas foi bom . Marcou. Mas Tetê se junta a Ney Matogrosso para interpretar Na Chapada , e a coisa teve um gosto diferente. A melodia é doce sem ser enjoativa e os arranjos nos levam para a terra de Tetê : a Chapada dos Guimarães. A letra parece não ser só sobre a região do Mato Grosso : tenta descrever a cantora .

Gosto não se discute. Levei bronca por querer escutar demasiadamente a canção. 

Tirem suas conclusões.








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita !!!

Seguidores

Postagens populares

Marcadores