Leia, Pense e ... Seja bem-vindo!!!


sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Santo Alceu das Letras e Músicas

Com vocês, o Rei dos Palcos, Alceu Valençaaaaa !!!!!

Assim começa o DVD que tenho aqui em casa. O Rei dos Palcos. Comunicador de massas. Este é o nosso Alceu. E olhe que o possessivo anterior não é só figura de estilo, não!! Quem assiste ao show não percebe um artista distante, estreloso. É um cara da gente, parece gente de casa.

Bom, a casa em questão foi São Tomé das Letras, na festa de Agosto. Temos frequentado um pouco mais aquele lugar místico e , se tem um show deste tamanho, não poderíamos deixar de ir.

As primeiras lembranças que tenho de Alceu vem da tentativa de primeiros acordes ao violão para cantar Anunciação (Das brumas leves das paixões que vem de dentro...). Também era interessante vê-lo nos clips dominicais do Fantástico: as músicas e a performance do artista chamavam a atenção. E outra, músico bom de carnaval tinha que tocar Alceu.

Valença é aquele artista que não copia ninguém, tem estilo próprio e se orgulha disto. Gosto quando ele fala que sua inspiração veio dos circos "safados" que iam a São Bento do Una. Como bons palhaços, Alceu é rei de palcos, domina a comunicação como poucos vi até hoje. Em São Tomé teve a felicidade de criticar a moçada de hoje que quer cantar como americanos. Criticou e deu uma pequena aula das origens da música brasileira. Este é Alceu Valença, o que faz de pequenos trechos melódicos um mantra arrebatador e estranhamente renovado. Tudo a ver com o ambiente de S. Tomé.

Olha, valeu Valença !!! Espero ainda revê-lo de perto. Enquanto isto, procuro alguma coisa no You Tube sobre o show de São Tomé. Deixa ver...Achei, curtam !!



sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Estatísticas da Religião

A troca de ideias é primordial. Quando estas estão cheias de humor nas considerações e quando o respeito impera, então elas são imperdíveis.

Ontem conversávamos no Restaurante Solidário sobre o decréscimo de fiéis da Igreja Católica. Minha tia citou a opinião de um analista: "Não se perdem fiéis, se perdem infiéis". Motivo de risos.
Outro veio com uma metáfora: "Aqueles que vão às Missas e ficam do lado de fora da Igreja, saíram de vez !!!". Motivo de reflexão. Um terceiro sentenciou: "O problema é que o número dos que não tem religião cresceu junto". Motivo de preocupação.

De minha parte, falei do que conheço: o mundo católico. Esperem e verão que o número dos que se dizem católicos continuará caindo e depois se estabilizará. Ficarão os que conhecem e amam a Igreja. Os que tentam se justificar através de uma organização religiosa incharão os números de outras denominações.

Há uma tendência de que, daqui a uns 20 anos, o nível de escolaridade do decrescido número de católicos fique semelhante ao dos adeptos do espiritismo.

Imagem: laodiceiaigrejadofim.blogspot.com

Obrigado pela visita !!!

Seguidores

Postagens populares

Marcadores