Leia, Pense e ... Seja bem-vindo!!!


sábado, 27 de agosto de 2011

Infinitivamente pessoal

Gosto das curiosidades de língua portuguesa. Gosto da nossa língua, com suas nuances e particularidades.

Fui a favor da Reforma Ortográfica no que tange à unificação do uso da língua e assim de sua valorização. Os fatores comerciais intrínssecos e explícitos não me interessaram. A Reforma não é o assunto da postagem, paro aqui.

Acabei de superar um dos traumas que tinha , um dragão que não desaparecia dos meus textos. Explico : nos tempos de ginásio em Carrancas, fiz uma redação (sempre gostei disto). A correção do texto pela professora veio cheia de "em"s no final de verbos, em vermelho (depois fui orientado a obedecer à regra didática de não usar a tinta vermelha em correções). Para mim , era natural deixar o verbo no infinitivo. Mais ou menos assim: eu escrevia _"voltaram cedo para fazer a lição" e a correção vinha _"voltaram cedo para fazerEM a lição".

Não me lembro porque não tirei a dúvida na época. Sei que , por isso, pisava em ovos quando se tratava da questão.

Quando lecionei na Escola Azarias Ribeiro tive uma colega que era muito solícita. (Abraço ao pessoal do Azarias). Pensei: "È com ela que acabo com a dúvida". Na hora H, a hora de explicar a dúvida, travei. Ela, com cuidado, disse para eu pensar melhor na questão e, assim , ela tiraria minha dúvida.

Procrastinei e fiquei com o dragão me rondando.

Hoje , agora a pouco, veio a luz até mim. O responsável foi o blog da Veja chamado Sobre Palavras.

Descobri lá que o uso é optativo, que só serviria como estilo.

Morreu um dragão.

Leiam o texto salvador Infinitivo Pessoal : que complicação é essa ?

O que será que Caetano Veloso diria desta questão ?

Curtam :

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita !!!

Seguidores

Postagens populares

Marcadores